Oi

Gente fui imensamente marcada na foto do outdoor que estava rodando todo o Facebook hoje, sobre um grupo denominado “Movimento pela Reforma dos Direitos (MRD)”
A página foi muito recentemente criada e conta com pouco mais de 1000 seguidores.
O texto que chegou a mim, foi o seguinte:
“POR QUE LUTAMOS PELO FIM DOS PRIVILÉGIOS PARA DEFICIENTES
Antes de falarmos sobre a gente, pense num exemplo que você já deve ter vivido.
Você fica meia hora dentro de um estacionamento de shopping procurando um lugar pra estacionar e não acha uma vaga livre. Aí, você passa por aquele monte de vagas com um símbolo azul no chão, todas esperando pra serem ocupadas. Mas não, você não pode! É daquele deficiente que nem vai usar! Aí, passa mais uma hora e a vaga está lá, sem ninguém pra ocupar. E a sua vaga, cadê? E o seu direito?
Você não está prejudicando ninguém, mas não dá pra pegar aquela vaga ali, não é seu direito!
E quando você está num supermercado lotado e aquela fila pra deficientes ali, livre, esperando, mas que não pode ser usada?
Eles têm privilégio pra tudo. É meia-entrada, desconto, isenção, fila especial, banco especial no ônibus, banheiro especial, tratamento VIP pra tudo. E essa história de lei de cota, que garante vaga em universidade, mercado de trabalho, concursos? E a gente que concorre e batalha por tudo, não tem nada de especial?
E quando tudo no seu trabalho muda por causa de um deficiente só? Gastam muito pra adaptar o lugar, mas aquele aumento prometido há dois anos não sai.
Fala a verdade, dá raiva, né?!
É hora de dar um basta nisso!
Agora eu vou ter que ser prejudicado porque não tenho nenhum problema? Já pensou se a gente criasse privilégio pra cada tipo de doença?
Acreditamos que todo mundo nasce com os mesmos direitos. Inclusive nós, pessoas normais. Eu não tenho culpa de nascer normal, sem nenhuma deficiência. Você também não. Então, por que somos castigados por essa legislação?
Nós também temos nossos direitos. E vamos lutar por todos eles.
Se você concorda com a gente, entre nessa luta, e vamos juntos acabar com esses privilégios, que só nos prejudicam para favorecer os deficientes.
Conheça nossos objetivos e assine nossa petição:
Gente, eu sinceramente achei bizarro demais pra ser verdade. Tanto, tanto tanto que me incomodei a vir aqui falar a respeito.
Li em algum lugar que isso pode ser uma ação de marketing para o próximo dia 3/12 – Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, como uma forma de mexer com as pessoas (e funcionou!)
Caso seja (e espero de coração que seja meeesmo), vale ressaltar: ao expor algo assim tão absurdo na rede, uma massa feroz critica, protesta, denuncia…. Mas no dia a dia, isso é praticado?
Eu canso, mas canso meeeesmo de ver pessoas que ocupam vagas especiais em shoppings, mercados, nas ruas…. vaga que está por lei reservada a quem tem dificuldades de locomoção! E isso é tão absurdo quando o outdoor que todos que revoltaram.
Hoje mesmo no snapchat (ClariceDiSessa) desabafei: há uma vaga na frente do banco onde pago as contas todos os meses. Mas não consegui parar lá com a Rebeca. Por que? Porque alguém com muita pressa (ou medinho da chuva) parou ali! Sem cartão, sequer era um carro que sugeria a presença de alguém com dificuldades de locomoção (uma pick up). A pressa dela me fez parar DUAS RUAS DEPOIS, fazendo um trajeto muito maior, com guarda chuva, esbarrando em muitas pessoas também de guarda-chuvas….. você já empurrou uma cadeira de rodas e segurou um guarda-chuva ao mesmo tempo?? Faz idéia do que é isso?
Gente, se esse pessoal realmente existe, acredito que não irão longe. Os direitos dos deficientes foram conquistados com muita luta, e não será uma petição de internet que terminará com eles.
Mas se você se sentiu tão revoltado, traga essa revolta para seu dia a dia: viu um bonitão ou bonitona parando em vaga reservada? Chame atenção! Não tem coragem?? Procure um dos “guardinhas” (aqui em SBC são os amarelinhos, mas podem ser “marronzinhos”, “azulzinhos”, “verdinhos”…) que eles fazem o ser humano tirar o carro dali. É LEI!!
Estamos em época de Natal, e é a época que as pessoas mais enlouquecem! Ajude como puder, se reeduque e reeduque outras pessoas: seu esposo, esposa, namorado, primo, tio, avô…. faça a sua parte!
E sobre a página, aguardemos e vejamos mesmo se é a tal ação de marketing ou um bando de gente que não tem idéia, a menor idéia, do quão importante é os tais “privilégios” que eles querem protestar.

Minha filha, Rebeca, 11 anos.

Valeu gente!! ♥

Comentar via Facebook

comentário (s)

Written by Clarice Soares Di Sessa