Olááá

Acaba de entrar na sua vida o post Novos Vult Batom Matte – Parte 3!!!

Já vimos os tons nudes (aqui), rosas (aqui), e agora chegamos ao início da ala do poder dos batons: corais e vermelhos!!

 

Vult_Batom_Matte_18

A Vult se preocupou em entregar às consumidoras, tons que combinem e respeitem os limites de cada mulher. Então, vemos nessa coleção vermelhos mais “leves” até os vermelhões. O mesmo se aplica para os corais. Mas vamos ver que é mais legal do que ficar de blá blá blá.

09

Vult_Batom_Matte_9

O 09 é um coral que se passa por nude, de tão suave! Ele parece ter mais bege na composição, o que quebrou bem aquela coisa de “batom laranja”. Quem não curte um laranjão porque acha too much, mas simpatiza com a idéia, essa é a cor!

Vult_Batom_Matte_9_1 Vult_Batom_Matte_9_2

Bem suave, né?

 

10

Vult_Batom_Matte_10

O 10 sim é aquele laranjão propriamente dito. Ele me surpreendeu porque na bala, ele parece bem aceso! Mas nos lábios, ficou bem na medida.

Vult_Batom_Matte_10_1 Vult_Batom_Matte_10_2

Né? Não fica aquela coisa fluorescente. Fica laranja, mas tranquilo.

11

Vult_Batom_Matte_11

O 11 é aquele vermelho morange, saca? Vermelho + Laranja. Aqui a coisa já começa a ficar séria. É pras meninas que sabem que usarão um batom que chegará chegando.

Vult_Batom_Matte_11_1 Vult_Batom_Matte_11_2

Ele no close parece mais translúcido, mas é por causa da textura em bala (a gente anda tão acostumada com os líquidos, né?)

 

12

Vult_Batom_Matte_12

Aqui já é o vermelhão própriamente dito. Aberto, vivo, cobertura total. Tem quem encare pro dia a dia, e ainda vai elegante pra noite.

Vult_Batom_Matte_12_1 Vult_Batom_Matte_12_2

Belos né??

Estamos chegando quaaase no fim dessa “quase” série sobre esses batons, lançamento da Vult. Os próximos serão os tons de vinhos e roxos. Algo me diz que é o que vocês mais querem, né? rsrs E não é pra menos. Eles vieram leeeeendoooos!!!!! Já tô doida pra mostrar logo!!

Fiquem de olho aqui que entra essa semana!

Beeeeijos!

Comentar via Facebook

comentário (s)

Written by Clarice Soares Di Sessa